Quantas vezes por dia um cachorro deve comer?

Está com um cachorro novo e não sabe como cuidar da alimentação dele? Tem dúvidas de como organizar uma rotina para a sua alimentação?

Quantas vezes por dia um cachorro deve comer? E quando é filhote? Então vamos investigar as principais dúvidas nesta postagem.

Para já te dar uma resposta bem generalista. É importante que cãe adultos comam duas vezes ao dia, com porções reguladas. 

Quando se trata de um filhote, pode-se dividir em 3 a 4 refeições, enquanto ele vai se desenvolvendo.

Mas é claro que tudo dependerá do que é viável dentro da sua rotina e do que as características do seu amigo pedem. 

Cada casa, um caso. Alguns erros que observamos:

Uma coisa que acontece com muita frequência é as pessoas fazerem a dosagem da alimentação dos seus cachorros por conta própria, no olho. 

Escolhem a ração e determinam a quantidade com base no que acreditam ser o melhor. Ou quando lembram de dar comida, pulando horas e dando maior quantidade em outros momentos. Isso não é o adequado.

Às vezes comprando até marcas diversas de rações não se atentando que há diferenças nutricionais por conta da absorção de cada ingrediente utilizado. E também exige uma adaptação para o organismo do animal.

Muitos cachorros inclusive tem o costume de ter os seus potinhos cheios durante o dia inteiro, sem nenhum controle do quanto estão ingerindo por dia. E ganham ração todo vez que seus tutores observam que os potes foram esvaziados.

Somado a isso, temos cães que são impulsivos e comem a todo momento. E outros mais controlados, que realmente só comem quando estão com fome.

E nós sabemos muito bem o que é querer ver o seu bichinho super feliz, e encher ele de amor através da comida, mas precisamos te dizer, ele vai te agradecer e muito, por você colocar limites também. 

Isso porque o excesso de alimento, assim como para nós, não faz nada bem, e pode ocasionar diversos problemas de saúde, obesidade, doenças crônicas. E é claro que você não quer isso né?

Outra coisa muito importante é compreender que cada animal tem uma fisiologia. Necessidades diferentes para serem supridas.  Mas, vamos começar a esclarecer alguns pontos principais.

Como criar uma rotina para o seu pet:

É claro que a rotina de cada pet depende prioritariamente da rotina dos seus donos, isso porque fica insustentável tentar manter um cronograma que não cabe na sua agenda, e você não irá conseguir cumprir. 

O que é extremamente essencial na vida de qualquer cão é se exercitar, movimentar o seu corpinho, nem que seja apenas uma vez ao dia, pois o contrário disso, pode levá-lo ao sedentarismo e como consequência o desenvolvimento de doenças.

Tenha em mente que você precisa compreender primeiramente a sua rotina, a sua realidade e o ambiente ao seu redor, mas é super importante que o seu animalzinho tenha a rotina dele também.

Tanto na alimentação, com horas certas ao dia para se alimentar, quanto nos momentos para passear e se exercitar. Não é legal que ele fique muito tempo trancado dentro de casa, principalmente em ambientes pequenos como apartamentos. 

Uma dica para te auxiliar nessa organização semanal com o seu pet, é utilizar de um planner, onde você pode listar toda a programação da semana, os horários de alimentação e inclusive o quanto ele comeu. Isso irá te auxiliar a estar por dentro da saúde dele também.

Importante :

  • Passear com ele pelo menos uma vez ao dia, preferencialmente no mesmo horário
  • Alimentá-lo regularmente nos mesmos horários

Quantas vezes por dia deve comer o cachorro adulto?

Assim como existe a ideia de ser bom deixar o potinho do seu cachorro sempre cheio, também se criou o contraste disso, de acreditar ser ideal dar apenas uma refeição ao dia, normalmente durante a noite. 

Na realidade, os cães adultos precisam fazer mais de uma refeição, sendo indicado a partir de 8 meses, 2 refeições por dia, dependendo é claro de sua fisiologia, e de quantas vezes por dia você estará em casa disponível para alimentá-lo.

A quantidade ideal em cada uma dessas refeições, vai depender exclusivamente das características de cada animal, o que pode ser encontrado na sugestão de consumo na rotulagem de cada produto.

Você pode consultar o veterinário para uma avaliação completa. E também conversar conosco, para saber como indicamos o consumo de Nena Pet para o seu cão.

Quantas vezes por dia comem cães filhotes?

Para os cães filhotes é ainda mais interessante aumentar o número de refeições, em média de 3 a 4 por dia.

Os filhotes dormem mais, estão em uma fase de crescimento, desenvolvendo o metabolismo e por isso precisam de pequenas doses constantes.

Não quer dizer que eles tenham que comer mais do que os cães adultos, ou a mesma ração. É importante manter uma dieta focada na necessidade do filhote em desenvolvimento, inclusive.

Para os filhotes, a quantidade de ração é bem menor, mas com um espaço mais curto de tempo entre uma refeição e outra. 

Há uma alimentação ideal para cada raça?

Como falamos um pouco acima, cada animal tem um biotipo diferente, e assim como nós, cada um tem a sua própria necessidade com base em sua estrutura, peso, condições de saúde, idade, tamanho. 

E as raças apresentam algumas dessas características bem definidas. Nos apresentam as tendências de cada cão, que tipo de nutriente ele precisa, qual a quantidade, como funciona o seu metabolismo, dentre outras coisas. 

Há inclusive um estudo sobre as raças de cães esportistas, que mostram que a frequência alimentar deles deve ser maior, mas em menor quantidade. Com uma alimentação que possa ser digerida com uma maior facilidade, para fornecer a energia necessária de forma eficiente.

Outro exemplo é o Pastor Alemão, que tem uma certa tendência a debilidade dos ossos, o que faz com que eles precisam consumir alimentos que fortaleçam essa estrutura óssea, como o cálcio. 

Os Poodles, como um exemplo de um cachorro de porte menor, possui uma longevidade mais elevada. Ao receberem uma dieta mais rica em antioxidantes, como a vitamina C e E, podem vir a favorecer muito um envelhecimento saudável, prevenindo algumas comorbidades.  

A quantidade de ração X a quantidade de comida natural. É a mesma? 

A ração ou a alimentação natural são nutricionalmente a mesma coisa, o nome técnico deles é alimento completo e balanceado para cães. 

E por ser completa e balanceada, o consumo é calculado pela quantidade de calorias e nutrientes que são fornecidas dentro de cada receita. 

O que diferencia da ração seca para a úmida, é que a seca trabalha com vários extratos, proteicos, farinhas, farelos, o que faz com que seja possível emergir nutrientes aportados em um volume menor

Já a alimentação natural, que é trabalhada com os ingredientes in natura, para conseguir fornecer os nutrientes que os ingredientes aportam é preciso ter um volume maior. 

Seria como utilizar um extrato proteico e utilizar a carne propriamente dita. Então existe, sim, uma diferença na quantidade entre as duas formas de alimentação. A alimentação natural necessita um volume maior do que a ração seca. 

O cálculo de consumo é dado por quilo/calorias, então o que diferencia um consumo do outro é a caloria que se consegue aportar.

 Então, se existe uma dieta mais calórica, se dá um consumo menor, e se têm uma dieta menos calórica o volume será maior para que se tenha a quantidade ideal de nutrientes necessárias.

“ O alimentar é diferente de nutrir ”

Toda alimentação ao animal deve ser com a função de nutri-lo, e não apenas na entrega de qualquer alimento. 

Por isso, escolhemos dar o melhor que podemos aos nossos bichinhos. E a Nena Pet é exatamente uma solução de alimentação completa e balanceada para cães.

Que tal conversar com a gente, para oferecer ao seu melhor amigo uma alimentação com a melhor qualidade possível?

Entre em contato conosco!